Trabalhos 2020-21

Painel Biodiversidade da Minha Terra

Instituição Florinhas do Vouga (Aveiro)

Escalão:  1º escalão (jardins de infância e 1º ciclo)

Pesquisa sobre a biodiversidade local:

Memória Descritiva:
Memória descritiva do “Painel da biodiversidade da minha terra”
A atividade começou com uma pequena conversa com o grupo de finalistas da sala. Eles ficaram de fazer uma pesquiza na internet para conhecer melhor os caminhos da nossa escola para as escolas do primeiro ciclo da cidade. De seguida conversámos sobre as pesquizas (o que encontravam nos percursos) e decidimos como íamos construir o nosso jogo de tabuleiro. É importante referir que o projeto da nossa sala se intitula “Fábrica de Jogos” e que, por isso mesmo, fazia sentido para o grupo criar um jogo/painel. Após análise das localizações geográficas da nossa escola e das 4 escolas de primeiro ciclo, o grupo decidiu colocar as Florinhas do Vouga no centro e daí saírem 4 caminhos para as diferentes escolas. O esboço estava traçado.
O próximo passo foi a escolha de materiais, o que implicou nova reunião. Para o grupo foi natural reaproveitar ao máximo, até porque é uma prática corrente em sala. Assim, usámos cartão, pacotes de leite, restos de papéis, plásticos e palhinhas que de outra forma iriam para o centro de reciclagem. Especificando, com:
• Cartão de uma embalagem criámos a base do jogo;
• Pacotes de leite fizemos os edifícios (escolas e casas);
• Pedaços de plásticos de variadas cores realizámos colagens que representam a Ria de Aveiro e as salinas;
• Cones de papel com sal colado representámos os montes de sal, onde junto dos quais cresce a salicórnia;
• Restos de papel e plástico fizemos as plantas aromáticas e as árvores do nosso Parque Infante D. Pedro.
Os elementos estavam criados, mas faltava colocá-los na base, de uma forma estruturada. Nesta fase o grupo desenhou os percursos com corretor de fita e fez algumas colagens com cola quente e outras com cola normal.
Enquanto se desenrolava esta fase de montagem dos elementos, foram surgindo outras questões como:
• Se é um jogo como o vamos jogar?
• Como vamos percorrer os caminhos?
• Como vamos escrever o que aprendemos sobre a nossa cidade?
• E os animais onde estão?
A partir daqui o grupo avançou em várias direções:
• Criou o seu próprio peão (uma autorrepresentação desenhada, posteriormente plastificada e colada numa tampa de plástico);
• Desenhou as cegonhas, os peixes, as gaivotas e os pardais e decidiu onde e como os colocar/aplicar no jogo;
• Reuniu para decidir que frases/mensagens colocaria nas casas de avanço e recuo, o que contribuiu para várias conversas acerca da proteção do ambiente e das espécies.
Com esta atividade fomentámos a necessidade de proteger as espécies de plantas e animais presentes na nossa cidade, além de incentivar o trabalho em equipa e a reutilização de materiais que já não iam ser usadas.

Fotos do painel: