Trabalhos 2020-21

Painel Biodiversidade da Minha Terra

Jardim Escola João de Deus (Torres Vedras)

Escalão:  1º escalão (jardins de infância e 1º ciclo)

Pesquisa sobre a biodiversidade local:

Memória Descritiva:
Biodiversidade
Jardim-Escola João de Deus-Torres Vedras / Alunos dos 3º e 4º Anos / Professora Ana Paula Coelho
Os alunos pesquisaram, desenharam, recortaram e colaram com cola UHU líquida e de baton, as ilustrações das árvores e aves nativas, bem como do Ruivaco do Oeste, um peixe que só existe nos nossos rios e que está em vias de extinção.
O painel (amovível) posicionado na entrada do Jardim-Escola, por onde todos os alunos passam, tem cerca de 1mx1m. Tem como título “Biodiversidade” e nas frases que escrevemos identificamos a nossa região. Dividimos duas partes, uma para “animal” que contempla as aves e peixe e, outra para “vegetal”, ondo colámos o resultado das nossas pesquisas quanto às árvores autóctones da nossa região.
Nele incluímos várias mensagens escritas pelos alunos, que apelam à conservação da Biodiversidade.
Frases do painel:
Na cidade de Torres Vedras
fica o nosso Jardim-Escola
O Ruivaco nada no rio
e o melro cantarola.
Há muitas espécies
aqui na nossa região
A Biodiversidade é rica
apelamos à sua conservação.
Temos aves e peixes
tanto há para preservar
Devemos protegê-los
e muitas árvores plantar.
Nunca te esqueças de ser
amigo do ambiente
Ajudar na sua preservação
deves ter sempre presente.
ÁRVORES
As espécies autóctones são: pinheiros mansos (Pinus pinea), alfarrobeiras (Ceratonia siliqua), amieiros (Alnus glutinosa), azevinhos (Ilex aquifolium), carvalhos-portugueses (Quercus faginea), carvalhos-alvarinhos (Quercus robur), sobreiros (Quercus suber), azinheiras (Quercusrotundifólia), freixos (Fraxinus angustifolia), medronheiros (Arbutus unedo), castanheiros (Castanea sativa), cerejeiras-bravas (Prunus avium), zambujeiros (Olea europea var. sylvestris), faias (Fagus sylvatica), nogueiras (Juglans regia),, teixos (Taxus baccata), plátanos-bastardos (Acer Pseudoplatanus) e aveleiras (Corylus avellana).
PEIXE
Ruivaco do Oeste
Nos rios Sizandro e Alcabrichel
É onde o podemos encontrar
É um peixe muito raro
Não há noutro lugar.
Alimenta-se de microinvertebrados
E desova nas margens do rio
É na primavera que se reproduz
Pois não gosta muito do frio.
O seu nome deve-se aos seus tons
Junto às barbatanas, alaranjado
Na zona do ventre é amarelo
E no dorso esverdeado.
Tão bonito é o Ruivaco
Espécie autóctone da nossa região
Devemos ajudar a preservá-lo
para evitar a sua extinção.
AVES
abibe (venellus venellus), pintassilgo (carduelis carduelis), pato real (anas platyrhynchos), melro (turdus merula) galinha d`água (galínula chloropus), águia de asa redonda (Buteo búteo), cegonha-branca (Ciconia ciconia), garça-branca-pequena (Egretta garzetta), Trigueirão (Emberiza calandra).

Fotos do painel: