Trabalhos 2020-21

Eco-Piñata

Escola Básica e Secundária Henrique Sommer (Leiria)

Escalão:  2º escalão (2º e 3º ciclos)

Pesquisa sobre a origem da pinhata:

Memória Descritiva:
A pinhata foi feita através da técnica de colagem de tiras de papel, usando como molde dois recipientes de tamanhos diferentes com forma arredondada. Estes recipientes foram untados com vaselina para que depois fossem “desenformados”. Foram sobrepostas tiras de jornal, coladas com cola universal UHU.
Depois das estruturas feitas foram revestidas por tiras de cor vermelha e preta que foram aproveitadas de revistas e jornais com estas manchas de cor.
Colocou-se no corpo da pinhata um fio para que no final pudesse ser pendurada.
Encheu-se a estrutura maior da pinhata com saquinhos de gomas saudáveis, caseiras, confecionadas com gelatinas de sabores variados e agar-agar. Para fazer estas gomas utilizaram-se moldes com a forma de ursinhos e gatinhos.
Colaram-se as duas estruturas uma à outra (cabeça e corpo) e forrou-se o fundo da pinhata com jornal e depois com tiras de cor preta.
Colaram-se umas tiras pretas a fazer de patas e uns círculos brancos a fazer de olhos.
A forma escolhida para fazer a pinhata foi a joaninha, uma vez que é um animal que atua nos ecossistemas como agente de controlo biológico, alimentando-se de ovos e larvas de outros insetos que são prejudiciais para muitas culturas.
Para a elaboração da pinhata foram reutilizados jornais e revistas, de onde se retiraram as manchas de cor necessárias para dar o acabamento final. Foi utilizada também a cola universal da UHU.

Fotos da pinhata: