Trabalhos 2020-21

Eco-Piñata

Centro de Bem Estar Social da Zona Alta (Torres Novas)

Escalão:  1º escalão (jardins de infância e 1º ciclo)

Pesquisa sobre a origem da pinhata:

Memória Descritiva:
Memória descritiva:
Após uma breve explicação para construirmos uma eco-pinhata para um concurso eco-escola, as crianças ficaram entusiasmadas em participar. Como não sabíamos muito sobre a mesma, fomos à descoberta e as crianças mais velhas trouxeram várias informações. Durante a explicação falou-se que era um desafio da cola UHU, uma criança observou e questionou porque não se fazia uma Coruja, símbolo da UHU, havendo concordância de todo o grupo. (Alguns chamaram-lhe de Mocho e nesta sequência descobrimos qual a principal diferença entre ambos – de facto são os olhos: amarelos no Mocho e preto/branco na Coruja. Na conclusão final do trabalho evidenciou-se a Coruja.) Não foi novidade trabalhar com materiais reciclados pois é prática diária na nossa escolinha, sendo que neste trabalho usámos os seguintes materiais: sacas de papel do pão, caixas de cereais, jornal, cola branca UHU, cartão, pratos dos bolos, tampas de frascos, trapilho (restos), cola quente, fitas coloridas (restos), gomas e bolachas, ambos confeccionados na nossa escola.
A nossa pinhata é jogada com fitas e com todas as crianças em simultâneo. Cada criança escolhe uma fita e dançando ao ritmo de uma música, as crianças vão puxando a sua fita, mas apenas uma abrirá a Pinhata, soltando assim as surpresas do seu interior.
Nota: Devido ao contexto pandémico, e para que todas as crianças se sentissem reforçadas pelo trabalho realizado em equipa, fizemos para cada uma delas, corujinhas com rolos de papel higiénico e jornal colorido. E em cada uma colocamos saquinhos com as gulodices sem que uns toquem nos outros, cumprindo assim todas as regras de higiene e segurança.

Fotos da pinhata: