Trabalhos 2018-19

Calendário do Mar – Fase 2

Escola Básica de Rates (Póvoa de Varzim)

Escalão:  2º escalão (2º e 3º ciclos, Secundário e Superior)

Fotografia - Capa:

Fotografia - Janeiro:

Fotografia - Fevereiro:

Fotografia - Março:

Fotografia - Abril:

Fotografia - Maio:

Fotografia - Junho:

Fotografia - Julho:

Fotografia - Agosto:

Fotografia - Setembro:

Fotografia - Outubro:

Fotografia - Novembro:

Fotografia - Dezembro:

Memória descritiva:
O Calendário “Um Mar de lixo” apresenta-se como uma metáfora, um libelo acusatório, uma tomada de consciência sobre a poluição/o mar/equilíbrio/vida, isto é, como uma síntese de ligação entre o homem e a natureza.
Procedeu-se à construção de um calendário que representa o espaço marinho como uma parte muito importante do nosso ecossistema, constituindo um elemento fundamental para o seu equilíbrio. Como habitat para inúmeras espécies de fauna e flora que dela dependem e, neste sentido, essencial à sua manutenção.
No que respeita designadamente à poluição marítima ela é definida como a introdução pelo homem – direta ou indiretamente – de substâncias no meio marítimo que resultam nos efeitos prejudiciais sobre os recursos vivos, sobre a vida humana, dificultam o exercício das atividades marítimas, e impedem a utilização da água (e não só) para os fins mais adequados e necessários.
O nosso comportamento diário, nas suas manifestações mais simples e mecânicas, contribui para a poluição dos mares e oceanos, embora muitas vezes nos passem despercebidos.
A conceção das doze ilustrações resultou do debate realizado no grupo de alunos com da Educação Inclusiva, e na pesquisa nas disciplinas de Ciências Naturais, Português e Ed. Visual, nas turmas do 5º ano.
A elaboração dos modelos das doze ilustrações foi realizada por cinco turmas do 5º ano e por 7 alunos da Educação Inclusiva.
Os alunos envolvidos pesquisaram sobre as causas e consequências da poluição na população e diversidade da fauna e flora marítima e as espécies em maior risco de extinção.
Após a sensibilização realizada na Escola, os alunos construíram slogans sobre a preservação da integridade marítima. Das várias dezenas de mensagens construídas, foram selecionadas doze.
O material utilizado foram folhas de cartolina, papel de lustro, folhas de revistas e jornais (material reciclado), diversos tipos de plástico, latas, embalagens, tintas, colas, lixo….