Trabalhos 2018-19

Calendário do Mar – Fase 1

Escola Básica António Dias Simões (Ovar)

Escalão:  2º escalão (2º e 3º ciclos, Secundário e Superior)

Fotografia:

Descrição da imagem:
Memória descritiva
Calendário do mar – mês de DEZEMBRO
Frase - “A cor é vida, os OCEANOS, a paleta vital da Terra”
Escola Básica António Dias Simões (Agrupamento de Escolas de Ovar)
Participação/realização - Turma – 6º G (11, 12 anos de idade)
A ilustração apresentada através da técnica da colagem, com recurso à utilização de papéis reciclados e à reutilização de outros, representa a problemática e a fragilidade dos recifes de coral, nomeadamente o fenómeno “branqueamento dos corais”. Tirando partido da coloração e características físicas (texturas) dos papéis reciclados, recriou-se uma pequena amostra semelhante à do próprio fenómeno, criando no entanto uma janela de vida e esperança através da cor - contraste - do peixe palhaço.
Da metodologia sugerida, este foi o ponto de partida e motivação para o trabalho;
Os recifes de corais e seus habitats enfrentam diversas ameaças, como pesca predatória, turismo insustentável, a poluição e as mudanças climáticas.
Nenhum outro bem listado no Património Mundial da UNESCO possui tal biodiversidade.
De acordo com a organização ambiental World Wildlife Fund (WWF), os recifes de corais são o lar de um quarto de toda a vida marinha do planeta. Eles dão suporte para mais espécies do que qualquer outro ambiente marinho, apesar de cobrirem menos de 1% da superfície terrestre.
Mas 93% dos recifes dentro deste rico ecossistema foram afetados pelo branqueamento de corais – um fenómeno mortal que ocorre devido às alterações ambientais ao longo das últimas décadas, tais uma maior temperatura da água e o processo de acidificação dos oceanos.