Trabalhos 2018

Escola Básica 2,3 D. Afonso Henriques

Escalão:  2º escalão (2º e 3º ciclos, Secundário e Superior)

Descrição do painel:
O painel –“Fugi do homem para morar na Floresta” –, mostra um espaço florestal, com árvores que nos sugerem bétulas, cujos troncos são cobertos por uma casca branco-prateada (papel de jornal). São sobretudo visíveis três animais: uma corsa ao centro, uma raposa e um mocho de ambos os lados. Mas há também borboletas, joaninhas, uma aranha, formigas num carreiro, uma pequena cobra enrolada e escondida num ramo de árvore, uma cotovia dos bosques, e pequenos cogumelos junto aos troncos das árvores e às ervas. Sugere-se igualmente a existência de uma biodiversidade que, estando de algum modo oculta, contempla toda uma vida animal e vegetal que nem sempre é encontrada sobre o chão da floresta. Daí as muitas cores do painel. A colagem da frase “Fugi do homem para morar na Floresta”, de autoria de Frans Krajcberg – um artista plástico nascido na Polónia, naturalizado brasileiro e falecido em novembro de 2017 –, foi escolhida para realçar a importância da Floresta como um lugar onde se pode ser feliz, apesar da destruição que, todos os anos, e sobretudo no último ano em Portugal, dela se tem apoderado.

Memória descritiva:
I – Designação
1. Painel da Floresta – “Fugi do homem para morar na Floresta”.
II – Objetivos
1. Desenvolver a literacia ambiental;
2. Educar para a manutenção e preservação dos ecossistemas florestais;
3. Desenvolver competências nas áreas da investigação e da Educação Visual;
4. Realizar um painel, com recurso a colagens, que representasse um espaço florestal, incluindo uma mensagem relativa à Floresta.
III – Metodologia
Método de Projeto/Resolução de Problemas
1. SITUAÇÃO
Realização de um painel, com recurso a colagens, que representasse um espaço florestal, incluindo uma mensagem relativa à Floresta.
2. PROBLEMA
Como realizar o painel?
3. INVESTIGAÇÃO
Nas aulas de Educação Visual, de acordo com as Metas Curriculares em vigor, foram abordados os seguintes descritores de desempenho: “Desenvolver ações orientadas para a procura de novas ideias e respostas para um problema, tendo como objetivo identificar e definir alternativas” e “Desenvolver capacidades para a procura da melhor solução, para a apreciação dos prós e dos contras e para a avaliação crítica das soluções alcançadas”. Colocado o Problema, todos os alunos do 6º ano de escolaridade, pesquisaram na Biblioteca da Escola e na Internet sobre a Floresta em geral, ecossistemas florestais, sustentabilidade e biodiversidade. O desenvolvimento da criatividade foi dominante nesta fase do trabalho, tendo sempre em conta as várias alternativas sugeridas para a resolução do Problema inicial. Promoveu-se o debate sobre os meios mais adequados, a técnica de realização, os materiais a utilizar, a(s) frase(s) a integrar, a componente estética e o tempo necessário à sua concretização.
4. PROJETO(S)
Após estudos e esquissos prévios (anteprojetos), de entre as várias soluções apresentadas nas quatro turmas do 6º ano, desenvolveu-se a alternativa apresentada por um grupo de alunas da turma do 6º D: “Fugi do homem para morar na Floresta” – escolhida por todos como a melhor solução. Avaliando os prós e os contras da proposta, realizou-se o Projeto Final.
5. REALIZAÇÃO
Passou-se para a etapa da concretização/execução do projeto selecionado.
A frase escolhida para integrar o Painel – “Fugi do homem para morar na Floresta”
é de autoria de Frans Krajcberg.
De acordo com os materiais, os instrumentos de trabalho, as técnicas e a sequência das operações projetadas, um grupo de seis alunas do 6º D (o Projeto selecionado), às quais se juntaram mais duas colegas da turma do 6º C, meteram mãos à obra. Após as aulas letivas, nos poucos tempos livres disponíveis, na sala de Educação Visual, sob a orientação de dois professores, este grupo de alunas concretizou o desafio proposto: um Painel da Floresta.
Eis os seus nomes: Bárbara Oliveira Guimarães, Carolina Oliveira Guimarães, Maria João Faria Quintas, Mariana Falé Ramalho Simões, Sílvia Carmen Baciu Pinto, Kauany Beatriz da Silva, Beatriz Lopes Fonseca e Bruna Filipa Freitas Fernandes.
6. AVALIAÇÃO
Esta última etapa do Projeto está ainda por concluir. Ela corresponde à fase crítica do trabalho realizado através da testagem do que foi construído (Painel da Floresta). Dará resposta ao problema enunciado inicialmente?
IV – Recursos utilizados
1. Placa de cartão 8mm de cor branca (200x100);
2. Papéis coloridos de revistas e de desperdício (sacos de papel, restos de cartolinas e de papel crepe, existentes na arrecadação da sala de Educação Visual e Tecnológica) e papel de jornal;
3. Tubos de cola;
4. Câmara digital de telemóvel, pertencente a uma aluna envolvida no Projeto, para a produção das fotografias que acompanham esta memória descritiva.
Relativamente aos recursos materiais e ao seu custo, apenas se gastou algum dinheiro na aquisição de tubos de cola UHU (universal) e “UHU renature” em stick – que ficamos a conhecer como uma cola “amiga do ambiente” –, uma vez que a placa de cartão de suporte para o Painel nos foi cedida atenciosamente pelo Encarregado de Educação de uma aluna participante no Projeto (uma forma de envolvimento das famílias).
V – Resultados obtidos
Os objetivos do Projeto, pela parte dos alunos e dos dois professores envolvidos, foram atingidos. O desafio foi ganho. Pontos fortes – o empenhamento de todos os alunos do 6º ano de escolaridade na procura de soluções para o Problema levantado; a originalidade, a criatividade e a parte estética do resultado final. Pontos fracos – o pouco tempo disponível por parte dos alunos envolvidos na última parte do Projeto.

Fotos do painel:

1
2
3
4
5
6