Trabalhos 2018

Escola Básica e Secundária Gonçalves Zarco

Escalão:  2º escalão (2º e 3º ciclos, Secundário e Superior)

Descrição do painel:
O painel "Sentir a Laurissilva" foi elaborado unicamente com recurso a materiais reutilizáveis e naturais. O mesmo pretende representar um pouco da Laurissilva, uma floresta com árvores de grande porte e com um solo coberto de folhas, galhos, fetos e outras plantas arbustivas e também as suas célebres levadas e percursos pedestres, tudo em perfeita sintonia com o Homem.
No painel foram dispostas cinco frases (ver memória descritiva) que representam a Laurissilva a falar com o observador, apelando à sua própria preservação.
A imagem representada foi escolhida pelos alunos da turma 8º9 e copiada para o painel através da sua projeção no mesmo.
A recolha dos materiais para preencher o painel foi da responsabilidade dos alunos e contou com a colaboração dos professores, a saber: painel de platex (cedido pelo supermercado continente); garrafa de plástico azul, rolhas, caixas de cereais e jornal (recolhido pelos alunos); pedras, terra, fetos, galhos, folhas e agulhas de pinheiro (recolhidos pelos alunos no espaço escolar); placas de madeira de desperdício (cedidas pela professora). Foram também utilizados os materiais necessários à montagem e decoração do painel: cola quente; cola branca, giz azul; marcadores; corante verde; spray verde.
O painel foi acompanhado por pequenas árvores de cortiça rodeadas de um "solo" da Laurissilva, de modo a fortalecer a representação da floresta e procurar transportar o observador para o seu interior.

Memória descritiva:
O painel "Sentir a Laurissilva" foi um projeto desenvolvido por alunos de duas turmas do 8º ano, com o devido acompanhamento das professoras de Ciências Físicas e Naturais.
O título para este projeto surgiu por proposta dos alunos, na sequência dos incêndios recentes nas florestas da ilha da Madeira e da necessidade que estes sentiram de sensibilizar a comunidade escolar para a importância da preservação de um património único no mundo - a Laurissilva. Neste sentido, procurou-se humanizar a floresta através de pequenas frases capazes de criar empatia no observador, de modo a que este conseguisse sentir a real importância e o apelo da Laurissilva, para a sua proteção.
- “O meu futuro, é o teu futuro!”
- “Eu protejo-te, proteje-me também!”
- Tenho tanto por descobrir!”
- “O meu solo, a minha água, o meu oxigénio... a minha Vida... determinam a tua existência!”
- Eu sempre estive aqui para ti... não me deixes desaparecer!”
No painel está evidente a existência de uma levada (curso de água feito pelo homem para conduzir a água da costa norte, "produzida pela Laurissilva", para a costa sul da ilha), junto de um caminho pedestre. A escolha desta representação teve intenção de mostrar ao observador a harmonia existente entre o Homem e a floresta, a tranquilidade que esta transmite, que a coexistência entre os dois é perfeitamente possível e que o património natural deve ser preservado.

Fotos do painel:

EBSGZ_Floresta_1
EBSGS_Floresta_2
EBSGS_Floresta_3
EBSGS_Floresta_4
EBSGS_Floresta_5
EBSGZ_Floresta_6