Trabalhos 2018

Escola Secundária Carolina Michaëlis

Escalão:  2º escalão (2º e 3º ciclos, Secundário e Superior)

Descrição do painel:
O nosso painel tem uma dimensão que ultrapassa os dois metros de largura por um de altura. Trata-se de uma pintura feita em guache e colagens sobre papel de cenário representativa da fachada da Escola Secundária Carolina Michaëlis em frente à qual, se representaram duas espécies exóticas, a Camellia japonica e a Acacia dealbata existentes no jardim da nossa escola, ainda que não, rigorosamente, nesse local.
As colagens consistem em flores de papel vermelhas que enriquecem visualmente o trabalho realizado e realçam a beleza das flores produzidas pela Camellia japonica.
O trabalho foi colado numa cartolina canelada e ficou afixado numa parede do corredor principal da escola e que dá acesso ao átrio de entrada, um local de destaque e de grande visibilidade.

Memória descritiva:
O trabalho que apresentamos não representa uma floresta propriamente dita. A nossa escola localiza se no centro da cidade do Porto sendo por isso uma escola urbana. Felizmente a escola possui uma área ajardinada de 1000 m2 com uma grande diversidade vegetal. Como a maior parte dos jardins da cidade do Porto, as espécies aqui encontradas são espécies exóticas. Então optámos por estudar algumas destas espécies e elegemos a Camellia japonica e a Acacia dealbata, a primeira, pela sua representatividade na cidade do Porto, e a segunda, pelo impacto que causa mesmo nos ecossistemas humanizados.
O desafio UHU, concretamente o “Painel da Floresta” foi agarrado no âmbito do desenvolvimento de temáticas curriculares lecionadas no 8.º ano na disciplina de Ciências Naturais, concretamente em descritores que se prendem com a reflexão sobre o impacto que as espécies exóticas, sobretudo as de incidência invasiva, podem ter no equilíbrio dinâmico dos ecossistemas onde são instaladas, muitas vezes por mão humana. Por se tratar de um assunto desenvolvido no domínio “Ecossistemas” e por se entender que é crucial sensibilizar os nossos alunos – futuros cidadãos – para a importância de atitudes individuais na adoção de práticas promotoras da sustentabilidade do planeta Terra, encaramos este desafio como uma oportunidade, mesmo tendo consciência de que não nos encontramos num contexto especificamente florestal. Por esta razão, entendemos não ser adequado a inclusão no trabalho final de frases alusivas à preservação da floresta.
Este trabalho envolveu, principalmente alunos do 8.º ano, que realizaram, no final do mês de fevereiro, visitas guiadas por professores de Ciências Naturais ao jardim da escola e assistiram, na mesma altura, a uma sessão sobre o impacto das espécies exóticas nos ecossistemas naturais e humanizados. Nessa sessão, aprofundou-se ainda o conhecimento sobre a Camellia japonica e a Acacia dealbata, sua origem, aplicações de espécies da mesma família e características particulares.
Destacamos na realização das visitas e da sessão acima referida a participação de Professor Luís Xavier, com larga experiência e vasto conhecimento em trabalhos relacionados com a Botânica e a edificação de jardins. Já na organização e na ilustração do painel salientamos a colaboração do Professor José Alberto Sinde, que leciona a disciplina de Educação Visual aos alunos do 8.º ano envolvidos e que orientou com saber, grande sensibilidade e muita paciência a realização do trabalho e acompanhou o processo de colagem. A coordenadora do Projeto Eco-Escolas, professora de Ciências Naturais dos alunos, esteve presente, participou e chamou a si a concretização logística do “Painel da Floresta”. Na afixação do painel participaram Operacionais da Ação Educativa, Alunos e a Coordenadora do Projeto Eco-Escolas.
Para a realização do trabalho apresentado foram usados: papel de cenário, guaches, pinceis, papel tipo crepe, cola UHU e um cartão canelado.
Durante o mês de março foram feitos os desenhos e no dia 23 de março, dia do agrupamento, o cartaz foi pintado numa atividade aberta a todos os alunos da escola. Depois de seco o cartaz, colaram-se as flores de papel, afixou-se num corredor e tiraram-se fotografias que foram publicadas no blog Eco-Escolas associado à página do Agrupamento de Escolas Carolina Michaëlis com o propósito de sensibilizar a restante comunidade educativa.

Fotos do painel:

1
2
3
4
5
6