Trabalhos 2018

Colégio Santiago

Escalão:  1º escalão (jardins de infância e 1º ciclo)

Descrição do painel:
Elaboração de um painel, em papel e cartão reciclado de uma floresta com muitas árvores, com várias designações, Freixos, Plátanos e Choupos, Tílias e Cedros que se espalham pela ruas e recantos da freguesia.

Memória descritiva:
Aconteceu um dia, trazer para a sala uma pedra que encontrei numa praia enquanto passeava por lá. Peguei-lhe, demorei algum tempo, deliciando me com a sua forma e intrigada como ali teria chegado, e logo a quis trazer para partilhar a sua beleza. Lembrei-me então de a trazer para a sala do Colégio.
O primeiro desafio estava lançado, juntar elementos da Natureza que encontrássemos no nosso dia a dia. As recolhas foram imensas mas a quantidade incidia, sem dúvida, em folhas, pauzinhos, pedrinhas, sementes, flores e até uma pena de um pavão.
Organizámos um espaço para as colocar, e expor. Os assuntos iam surgindo sempre que havia novos elementos, até que um dia, a Câmara de Oeiras, convidou nos a participar na plantação de sobreiros e romãzeiras por ali perto do nosso colégio. Outra vez foi a ida a um Jardim maravilhoso que pertencia a um Palácio, e das árvores que observámos e apreciámos em todo o seu esplendor, e do chão, ainda trouxemos connosco, algumas folhas, sementes e flores que se pareciam “oferecer”. A partir de então, as crianças comentavam imenso a importância da vida das plantas e da diversidade que existia no meio natural.
Com o convite para participarmos neste projeto da Eco Escolas, começamos a registar tudo aquilo que sabíamos, sentíamos e o que nos era importante partilhar, para que cada um levasse consigo o prazer de ter participado nesta atividade.
LINHA DO TEMPO:
1. Observação e exploração de tudo o que sabemos sobre a Natureza e do que nos rodeia, no prazer que nos dão as paisagem que se expande aos nossos olhos quando vamos ao seu encontro.
2. Visitas a espaços naturais para “vivenciar” o meio natural e a diversidade dos seus elementos.
3. Com uma folha de papel, fomos até á rua e espreitando por um pequeno orifício que fiz no papel, centralizando o olhar, pedi que escolhessem uma árvore, para depois junto dela se sentassem e a desenhassem com o lápis de carvão, depois fizemos algumas recolhas das várias texturas dos troncos e com um abraço final de agradecimento de cada um de nós em cada árvore regressámos.
4. Na sala de atividades, expusemos os desenhos e… vamos ser botânicos por algum tempo, investigando e pesquisando informação escrita sobre plantas, e pequenos animais, que precisem de habitats mais simples e ainda tentar saber as necessidades que têm para se desenvolver.
5. A importância da Natureza nas nossas vidas e como vivê-la nos centros urbanos. As
árvores contribuem para o meio ambiente mantendo a humidade no ar diminuindo a poluição.
6. Elaboração de um painel, em papel e cartão reciclado de uma floresta com muitas árvores, com várias designações, Freixos, Plátanos e Choupos, Tílias e Cedros que se espalham pela ruas e recantos da freguesia.
7. Analisámos os vários tipos de folha que se distinguem nos vários tipos de árvores, a idade de uma árvore, que se consegue ver pelos anéis, veios desenhados nos troncos, mas só visíveis quando cortados, e ainda fizemos algumas recolhas das várias texturas dos troncos.
8. Como manifestar afeto á Natureza, árvores, plantas e animais? Como respeitar a diversidade da Natureza e em nós também?
9. Também gostaríamos de ter por perto, mais árvores como os carvalhos e as olaias (árvore do amor), para que pudéssemos usufruir de maior diversidade. De facto sentimos que há uma grande consciencialização, e logo movimentação, no sentido de que é preciso reflorestar, e as árvores voltam a ter um lugar de excelência nas nossas vidas, e em cada visita que fazemos, somos convidados a plantar uma árvore. A última que plantamos foi uma Olaia.

Fotos do painel:

1
2
3
4
5
6